O Rio e o tempo | Custodio Coimbra

Nas fotos, a travessia da cidade de São Sebastião por cinco séculos de dominação e influências

Por Custodio Coimbra | videos • Publicada em 16 de outubro de 2019 - 10:21 • Atualizada em 16 de outubro de 2019 - 15:43

 

A memória do Rio de Janeiro remonta a tempos imemoriais. A cidade é geografia sem data, território da pesca de curral, igual em espírito e gesto à praticada pelos índios, seus habitantes originais. Em fotos captadas em pleno século 21, o Rio se acomoda no entorno de suas baías, ao longo dos rios e morro acima. Pedra, água e mata emolduram o que o homem ergueu, no encontro multicultural: colonial, eclético, neoclássico, art déco, moderno e contemporâneo. A cidade atravessa cinco séculos de dominação e influências. É portuguesa, inglesa, francesa, norte-americana. É tempo e memória, a mistura brasileira, neste passeio do presente para o Projeto Colabora.

Clique aqui para conferir outros vídeos com fotogalerias de Custodia Coimbra

 

 

 

Compartilhe

Custodio Coimbra

Fotógrafo de imprensa há 36 anos, Custodio Coimbra, 61 anos, passou pelos principais jornais do Rio e há 25 anos trabalha no jornal O Globo. Nascido no Rio de Janeiro, é hoje um artista requisitado entre colecionadores do mercado de fotografia de arte. Além de fotos divulgadas em jornais e revistas mundo afora, participou de dezenas de mostras coletivas no Brasil e no exterior. Tem sua obra identificada com a história e a paisagem do Rio de Janeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *