Violência sexual contra crianças: histórias que o Brasil precisa tirar das sombras

Entre 2011 e 2016, o Brasil registrou mais de 32 mil casos de estupro de garotas entre 10 e 14 anos – 1.875 engravidaram. Bell Puã, do Canal Reload, explica em vídeo a importância de levantar o debate sobre o aborto legal.

Por Canal Reload | ODS 5Vídeo • Publicada em 11 de setembro de 2020 - 18:52 • Atualizada em 14 de setembro de 2020 - 10:23

Compartilhe

No início de agosto, o Brasil se deparou com um caso que levantou uma série de debates: uma menina de 10 anos engravidou do tio após ser estuprada. Os abusos ocorriam desde 2016. A vítima precisou se deslocar da sua residência no Espírito Santo para o Recife, onde conseguiu realizar o aborto legal. O procedimento é permitido no país em três casos: de violência sexual, se o feto for anencéfalo e se houver risco de vida para a gestante.

Esse debate só vai avançar quando a nossa sociedade, a nossa agenda política, estiver realmente comprometida em transformar essa cultura de barbárie ao corpo da mulher. Invadem o nosso espaço desde um psiu na rua até o caso extremo de um estupro

Bell Puã
Apresentadora do Reload

Embora esteja na lei, o Brasil precisa avançar no tema e romper com os obstáculos para o acesso a esse direito que é garantido pelo código penal brasileiro, no inciso II do Artigo 128. Uma pesquisa do Ministério da Saúde mostra que, entre 2011 e 2016, 1.875 meninas entre 10 e 14 anos ficaram grávidas em decorrência de abuso sexual. E segundo o 13º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, quatro meninas de até 13 anos são estupradas a cada hora no Brasil.

Com base nesses e outros dados, que você confere com mais detalhes na nossa série especial de reportagens “Filho da Dor”, o Canal Reload – uma parceria do #Colabora e outras nove organizações jornalísticas – produziu um vídeo em que tira o assunto das sombras e mostra a importância de levar a informação sobre o aborto legal adiante. Quem apresenta é a poeta e mestra em história Bell Puã. Confira acima e se inscreva no canal.

Canal Reload

O Reload é um canal de notícias para jovens que produz conteúdo a partir das reportagens e checagens de 10 organizações jornalísticas: Agência Lupa, Agência Pública, Amazônia Real, Congresso em Foco, Énois, Marco Zero Conteúdo, O Eco, Ponte Jornalismo, Projeto #Colabora e Repórter Brasil. Tem o objetivo de descomplicar as notícias e democratizar a informação com conteúdos inovadores distribuídos pelas redes sociais.

Newsletter do Colabora

Nossa newsletter é enviada de segunda a sexta pela manhã, com uma análise do que está acontecendo no Brasil e no mundo, com conteúdo publicado no #Colabora e em outros sites.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *