Idosos LGBTs relembram repressões sofridas na ditadura militar

Abusos físicos, sexuais, perseguições, censura e humilhações: Anyky, Martinha, João Nery, João Silvério e Yone compartilham histórias vividas durante o período do golpe militar no Brasil

Por Yuri Fernandes | ODS 5 • Publicada em 23 de outubro de 2018 - 08:15 • Atualizada em 3 de março de 2020 - 18:12

Martinha mostra cicatriz resultado de violência policial durante a Ditadura Militar: ‘A gente ia comprar uma carne no açougue de manhã, a polícia via e levava’. (Foto: Karol Azevedo)

Martinha mostra cicatriz resultado de violência policial durante a Ditadura Militar: ‘A gente ia comprar uma carne no açougue de manhã, a polícia via e levava’. (Foto: Karol Azevedo)

Abusos físicos, sexuais, perseguições, censura e humilhações: Anyky, Martinha, João Nery, João Silvério e Yone compartilham histórias vividas durante o período do golpe militar no Brasil

Por Yuri Fernandes | ODS 5 • Publicada em 23 de outubro de 2018 - 08:15 • Atualizada em 3 de março de 2020 - 18:12

Compartilhe

Idosos LGBTs relembram repressões sofridas na ditadura militar
Martinha mostra cicatriz, resultado de violência policial durante a ditadura militar: ‘A gente ia comprar uma carne no açougue de manhã, a polícia via e levava’. (Foto: Karol Azevedo)

Quais lembranças você guarda da ditadura militar no Brasil? Para aqueles que nasceram após 1985, o conhecimento sobre o regime instaurado no país em 1964 vem de livros de histórias, notícias e de relatos de quem sofreu na pele toda a repressão do período. Para encerrar a série “LGBT+60: Corpos que Resistem”, o #Colabora separou alguns depoimentos dos entrevistados sobre os terríveis anos de chumbo no país. Anyky, Martinha, João Nery, João Silvério e Yone Lindgren são idosos que resistiram e sobreviveram em meio aos abusos físicos, sexuais, perseguições e humilhações da ditadura. Muitos perderam amigos, outros ainda carregam no corpo marcas da violência sofrida em anos de intolerância.

Veja no vídeo abaixo:

Clique aqui para assistir a todos os episódios da série

Yuri Fernandes

Yuri Fernandes é jornalista pela Universidade Federal de Juiz de Fora e roteirista pela Academia Internacional de Cinema. Já trabalhou nas redações do Bom Dia Brasil, Fantástico e EGO. Em 2017, passa a fazer parte do time do Projeto #Colabora e do #Colabora Marcas, agência de branded content. No ano seguinte, lança a websérie “LGBT+60: Corpos que Resistem”, com depoimentos de idosos LGBT+. O projeto alcança mais de 1 milhão de views no Youtube, é exibido em diversos seminários e festivais, e vence o Prêmio Longevidade Bradesco Seguros, em 2019. No mesmo ano, Yuri Fernandes também é laureado com o Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos, com a série “Sem Direitos: o rosto da exclusão social no Brasil”. Por meio do jornalismo humanizado, busca ecoar vozes de minorias sociais, sobretudo, da comunidade LGBT+.

Newsletter do Colabora

Nossa newsletter é enviada de segunda a sexta pela manhã, com uma análise do que está acontecendo no Brasil e no mundo, com conteúdo publicado no #Colabora e em outros sites.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *