Um trem de luxo parte

A singela homenagem do #Colabora a Zaquia Jorge

Por Custodio Coimbra | Fotogaleria • Publicada em 27 de fevereiro de 2017 - 08:35 • Atualizada em 27 de fevereiro de 2017 - 14:24

Compartilhe

Zaquia Jorge

Vedete, atriz, cantora, empresária, Zaquia Jorge foi dona da primeira casa de rebolado do subúrbio, o Teatro de Revista Madureira. Morreu jovem, com apenas 32 anos, vítima de um afogamento, exatamente no dia de São Jorge. Seu velório lotou o teatro, onde mais de quatro mil pessoas foram chorar e lamentar sua precoce partida. Musa inspiradora de vários sambas famosos, Zaquia anda meio esquecida. Por isso, o #Colabora resolveu fazer esta singela homenagem. Clique ou toque na imagem para ver a fotogaleria.

Um trem de luxo parte

Custodio Coimbra

Fotógrafo de imprensa há 36 anos, Custodio Coimbra, 61 anos, passou pelos principais jornais do Rio e há 25 anos trabalha no jornal O Globo. Nascido no Rio de Janeiro, é hoje um artista requisitado entre colecionadores do mercado de fotografia de arte. Além de fotos divulgadas em jornais e revistas mundo afora, participou de dezenas de mostras coletivas no Brasil e no exterior. Tem sua obra identificada com a história e a paisagem do Rio de Janeiro.

Newsletter do Colabora

Nossa newsletter é enviada de segunda a sexta pela manhã, com uma análise do que está acontecendo no Brasil e no mundo, com conteúdo publicado no #Colabora e em outros sites.

2 comentários “Um trem de luxo parte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *