Filhos da dor: a voz de quem sofreu muito tempo calada

Por Thais Borges | ods5 • Publicada em 4 de março de 2018 - 15:47 • Atualizada em 4 de abril de 2018 - 22:56

Ela tinha 13 anos quando os estupros começaram. Foram vários. Dentro de casa. O algoz era seu padastro. Grávida, desamparada,  sem o apoio da própria mãe, foi obrigada a ir morar em um abrigo para meninas vítimas de violência, em Salvador. Sua filha, hoje, tem 4 anos. Neste vídeo, ela conta sua história, de dor, medo e desamparo.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *