Batemos a meta! Garantido financiamento das bolsas para jornalistas da Maré

#Colabora e Maré de Notícias oferecerão oportunidade de trabalho e renda a jovens repórteres do conjunto de favelas do Rio; pandemia será o tema das reportagens

Por Aydano André Motta | ODS 4 • Publicada em 1 de junho de 2020 - 11:44 • Atualizada em 3 de junho de 2020 - 09:12

Compartilhe

CLIQUE NA IMAGEM PARA CONTRIBUIR (Arte: Raphael Moneteiro)

Meta batida, vitória do jornalismo necessário – plural, inclusivo, democrático, engajado nas causas populares. Graças a adesão dos seus leitores e amigos, o #Colabora e o Maré de Notícias, da Redes da Maré, atingiram os R$ 10 mil necessários à viabilização do projeto “#Colabora nessa Maré de Notícias”, selecionado para o programa de matchfunding Enfrente, promovido pela Fundação Tide Setúbal – ONG, criada em 2006, com a missão de fomentar iniciativas que promovam a justiça social e o desenvolvimento sustentável de periferias urbanas – e pela Benfeitoria, plataforma de plataforma de mobilização de recursos para projetos de impacto social, econômico, ambiental e cultural.

Agora, cinco bolsas serão oferecidas a jovens jornalistas de baixa renda, residentes no Complexo de Favelas da Maré, para a produção de reportagens com foco no desenvolvimentos das aptidões profissionais dos beneficiados. Eles serão remunerados para produzir trabalhos jornalísticos sobre a pandemia de covid-19 e seus impactos na comunidade. Receberão orientação das equipes do #Colabora e do Portal Maré de Notícias, com a publicação nos sites e redes sociais dos dois veículos.

Os jovens jornalistas moradores da Maré vão desenvolver reportagens com temáticas e linguagens próprias, identificadas com a comunidade, e, assim, conscientizar a população local sobre a covid-19. O objetivo é impactar, com o conteúdo, todos os moradores do Complexo da Maré – aproximadamente 140 mil pessoas. Os jornalistas vão atuar como multiplicadores do conhecimento na comunidade onde a pandemia não impacta apenas a saúde, mas também a economia doméstica de muitas famílias e de jovens em busca de oportunidades profissionais.

Os selecionados serão estimulados a desenvolver conteúdos com edição também para as redes sociais e a se tornarem colaboradores permanentes do Projeto #Colabora e do Portal Maré de Notícias. “Estamos tentando fazer a nossa parte. Temos muito o que aprender com os jovens da Maré, que sofrem na pele as consequências de anos de descaso do poder público. Esperamos poder ajudar de alguma forma”, aponta Agostinho Vieira, um dos editores do #Colabora, projeto jornalístico que aposta na sustentabilidade muito além do meio ambiente. Educação, saúde, desigualdade, saneamento, diversidade e consumo também são nossos temas: nossa pauta é guiada pelos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU. O projeto reúne mais de 300 colaboradores, entre jornalistas e especialistas; estimulamos uma produção diversa, incluindo colaboradores de favelas e periferias.

Conjunto de favelas da Maré: 140 mil moradores em 16 comunidades que atravessam parte da Zona Norte do Rio. Foto reprodução
Conjunto de favelas da Maré: 140 mil moradores em 16 comunidades que atravessam parte da Zona Norte do Rio. Foto reprodução

Nosso parceiro é o Maré de Notícias, jornal mensal distribuído de porta em porta nos 47 mil domicílios, onde vivem os 140 mil habitantes da Maré. A distribuição dos 50 mil exemplares é feita nas 16 favelas do complexo, em estabelecimentos comerciais e para instituições diversas. As edições são disponibilizadas também online, nas redes sociais e via WhatsApp.

Na sua versão impressa, o Maré de Notícias produz reportagens mensais com temáticas que promovam cidadania e sejam instrumento de desenvolvimento sustentável da Maré, em áreas como saúde, meio ambiente, mobilidade urbana, direitos humanos, segurança pública, economia e comportamento. No portal na internet, há produção de conteúdo diário, sobre os mais variados assuntos que envolvam os moradores e seus interesses.

O Portal Maré de Notícias é um projeto da Redes da Maré, instituição da sociedade civil que produz conhecimento, elabora projetos e ações para garantir políticas públicas efetivas que melhorem a vida dos moradores das 16 favelas do complexo. A Redes da Maré atua através de quatro eixos estruturantes para melhoria da qualidade de vida e garantia de direitos básicos da população da Maré: arte, cultura, memórias e identidades; educação; direito à segurança pública e acesso à justiça; e desenvolvimento territorial.

Aydano André Motta

Niteroiense, Aydano é jornalista desde 1986. Especializou-se na cobertura de Cidade, em veículos como “Jornal do Brasil”, “O Dia”, “O Globo”, “Veja” e “Istoé”. Comentarista do canal Sportv. Conquistou o Prêmio Esso de Melhor Contribuição à Imprensa em 2012. Pesquisador de carnaval, é autor de “Maravilhosa e soberana – Histórias da Beija-Flor” e “Onze mulheres incríveis do carnaval carioca”, da coleção Cadernos de Samba (Verso Brasil). Escreveu o roteiro do documentário “Mulatas! Um tufão nos quadris”. E-mail: [email protected] Escrevam!

Newsletter do Colabora

Nossa newsletter é enviada de segunda a sexta pela manhã, com uma análise do que está acontecendo no Brasil e no mundo, com conteúdo publicado no #Colabora e em outros sites.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *