Internautas criticam lives de artistas por reunirem muitas pessoas nos backstages

Jorge e Mateus, Gustavo Lima e Léo Santana foram alvos nas redes por produções cheias de gente para transmissão ao vivo

Por Fernanda Baldioti | ods3 • Publicada em 5 de abril de 2020 - 00:11 • Atualizada em 7 de abril de 2020 - 14:49

Compartilhe

Live Jorge Mateus em 04/04: imagem que mostra grande número de pessoas na produção foi alvo de críticas nas redes sociais

A dupla Jorge e Mateus reuniu mais de 3 milhões de visualizações simultâneas numa live transmitida diretamente de Goiânia, neste sábado, no canal da dupla no YouTube. Um sucesso de público inquestionável. Mas o show “Na Garagem”, no qual os cantores tocaram os principais clássicos da carreira, chamou atenção de alguns internautas também pela quantidade de pessoas reunidas na produção da transmissão, o que vai na contramão das recomendações de isolamento social como forma de conter o avanço do coronavírus.

“Fontes dizem que a estrutura está montada na casa do empresário deles. A aglomeração já é contra qualquer protocolo da OMS. A crise é da ganância. Quem respeita as leis se sente trapaceado. Quem está há semanas sem trabalhar, demitindo funcionários, sofrendo redução de salário, com medo do futuro, respeitando as recomendações, pensando em se proteger e o cuidar do próximo. Quem já infelizmente pegou a doença ou sofreu com a morte de um parente enquanto o agronejo fatura mais e mais vocês acham mesmo que o capitalismo vai mudar alguma coisinha? BRASIL: um país de escrotos”, escreveu o jornalista e apresentador Caio Braz em seu Instagram. Com a legenda, ele publicou a foto de um dos garçons que trabalhava no evento e que revela ao fundo pelo menos outras dez pessoas.

View this post on Instagram

backstage da live de @jorgeemateus hoje com apoio da @caseratto_ em goiânia. fontes dizem que a estrutura está montada na casa do empresário deles. a aglomeração já é contra qualquer protocolo da OMS a crise é da ganância quem respeita as leis se sente trapaceado quem está há semanas sem trabalhar, demitindo funcionários, sofrendo redução de salário, com medo do futuro, respeitando as recomendações, pensando em se proteger e o cuidar do próximo quem já infelizmente pegou a doença ou sofreu com a morte de um parente enquanto o agronejo fatura mais e mais vocês acham mesmo que o capitalismo vai mudar alguma coisinha? edit1: arrecadam doações, muitas, parabéns, mas não respeitam o protocolo. a lei é pra todos.

A post shared by caio braz (@caio) on

“Defendi a live do @jorgeemateus até que vi essa imagem do backstage. Pouquissimias pessoas trabalhando e seguindo a recomendação da OMS de distanciamento hein?”, postou o internauta Thiago Oliveirax.

Durante a transmissão era possível ver um outro garçom, de máscara, servindo os músicos. Além disso, o cenário caprichado e as mudanças de câmera davam indícios do preparo da produção, que contou com o patrocínio do bar e restaurante Caseratto e da Brahma Duplo Malte.

Live Jorge & Mateus: megaprodução foi criticada por reunir muitas pessoas (Foto: Reprodução YouTube)

Na live, os sertanejos lembraram da importância de o público se manter em casa para conter o avanço do coronavírus e pediram doações que serão usadas para levar alimentos a famílias carentes por meio do site fomedemusica.com/

Na transmissão, Jorge brincou que era diferente fazer um show sem plateia: “A gente fica esperando as palmas”. O Ministro da Saúde, Luiz Mandetta, enviou uma mensagem para os músicos agradecendo a atitude deles em levar diversão ao público que estava em casa: “É importante que a música chegue, mas é importante não aglomerar. O show não pode parar, mas a aglomeração tem que parar”, disse no vídeo.

Fãs da dupla, no entanto, também parecem, pelos registros nas redes sociais, terem se reunido para acompanhar o show. “Ninguém vai morrer de corona vírus e sim pela live do Jorge e Mateus”, disse uma internauta numa publicação acompanhada por uma foto de seis jovens com a televisão ao fundo. “#coronavirus : #FiqueEmCasa o máximo que puder !! Assistindo a LIVE do #JorgeEMateus com essa turma #comigo”, escreveu outro internauta postando uma foto acompanhado de cinco pessoas

Gustavo Lima foi outro artista criticado nas redes por juntar um grupo de músicos para a sua transmissão ao vivo. O jornalista Rodrigo Ortega classificou a live como uma “reunião absurda”. “E ainda estão repetindo. Léo Santana levou a banda pra casa, além de câmera com equipe técnica. Lembrando q a razão de ser das lives é o fato de os músicos, equipes e fãs estarem em isolamento…”

Em entrevista ao “Portal G1”, o diretor artístico Anselmo Troncoso, que dirigiu a transmissão ao vivo de Gusttavo Lima realizada no último sábado (28), afirmou que todos os cuidados preventivos à Covid-19 foram tomados pela equipe. Segundo ele, os profissionais usaram luvas e máscaras e havia álcool em gel para higienização das mãos.

“Lógico que essa live não poderia ter uma estrutura muito requintada, porque isso exige uma estrutura grande e também pessoas. Como existe essa restrição de aglomeração de pessoas e para a segurança da nossa equipe, as equipes foram muito reduzidas. Normalmente, em uma transmissão dessa, eu teria umas 20 pessoas trabalhando e, ontem, contando comigo, estávamos em cinco pessoas”, disse ao “G1”.

Gusttavo Lima e o diretor artístico Anselmo Troncoso, que dirigiu a transmissão ao vivo (Foto: Reprodução/Gusttavo Lima)

Já a live de Léo Santana, mencionada por Rodrigo Ortega, aconteceu na noite de sexta-feia (03) e foi acompanhada por cerca de 1,6 milhão de pessoas, por meio dos perfis do artista no Yourtube, Facebook e Instagram. Léo havia prometido doar 10 cestas básicas para cada 10 mil pessoas acompanhando a live. O cantor foi criticado nas redes sociais, ao anunciar que faria doações condicionadas à quantidade de pessoas assistindo à apresentação. Como resultado da ação, foram arrecadadas cerca de 40 toneladas de alimentos que serão doados a doados para instituições de caridade, famílias necessitadas e vítimas da pandemia do coronavírus, em Salvador.

Com um terço da população mundial em quarentena, grandes artistas brasileiros e estrangeiros, todos com apresentações canceladas e a maioria também confinada, estão fazendo shows ao vivo na internet. Alguns vão além, inovando, sendo generosos, promovendo o bem-estar e tentando manter a sanidade com ideias surgidas nestes dias estranhos, como mostra reportagem de Carla Lencastre. Um dos exemplos de maior êxito no momento é o de Brian May, do Queen. O guitarrista da banda de rock britânica inovou e está ensinando no Instagram, onde tem 2,3 milhões de seguidores, como tocar na guitarra alguns trechos dos sucessos cantados por Freddie Mercury. Tudo em sua casa, com uma câmera de celular e sem produção. Afinal, estamos, ou deveríamos estar, em período de quarentena.

Fernanda Baldioti

Jornalista, com mestrado em Comunicação pela Uerj, trabalhou nos jornais "O Globo" e "Extra" e foi estagiária da rádio "CBN". Há dez anos, trabalha com foco em internet. Foi editora-assistente do site da "Revista Ela", onde se especializou nas áreas de moda, beleza, gastronomia, decoração e comportamento. Também atuou em outras editorias cobrindo política, economia, esportes e cidade.

Newsletter do Colabora

Nossa newsletter é enviada de segunda a sexta pela manhã, com uma análise do que está acontecendo no Brasil e no mundo, com conteúdo publicado no #Colabora e em outros sites.

3 comentários “Internautas criticam lives de artistas por reunirem muitas pessoas nos backstages

  1. Karla fanchini disse:

    Enquanto alguns são humildes e fazem livra modestas outros querem fazer mega produção para ganhar dinheiro… revoltante!! Parabéns pela reportagem!!!

  2. Karla fanchini disse:

    Enquanto alguns são humildes e fazem lives modestas, outros querem fazer mega produções para ganhar dinheiro… revoltante!! Parabéns pela reportagem!!!

  3. MARCILEY DIVINO GUIMARAES disse:

    Bom Dia, Galera minha opinião e que essas LIVE estão reunindo muitas pessoas para assistir, acaba que um chama amigos para assistir e beber. então o risco de contagio aumenta. Se todos assistissem em casa sem chamar amigos pra curtir esse momento, seria ideal. Mas infelizmente não e assim que está acontecendo. O certo seria proibir essas LIVE. Os cara tem dinheiro. se quiser ajudar, ajuda sem precisar de promover LIVE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *