Museu do Amanhã

Entrada aleatória RSS

  • Publicado em

    Corte de verbas prejudica crescimento

    Enunciado do problema: “Um professor da Universidade de Stanford gastou 2.700 dólares na compra de uma passagem de avião de São Francisco, na Califórnia, até o Rio de Janeiro. Quanto custaria essa passagem, em euros, considerando que 1 euro equivale a 1,5 dólar?”. De acordo com o professor Eric Hanushek, doutor em economia pelo MIT […]

    Leia mais

  • O Museu do Açude, no Alto da Boa Vista, sobre com problemas de conservação e de acesso. O ponto de ônibus mais próximo está a 15 minutos de distância, caminhando ladeira acima. Foto Júlia Rabello

    Publicado em

    Os sem-museus

    Entre as pessoas que circulavam pela Praça Mauá em uma manhã de sábado, Sandra Oliveira, moradora de Campo Grande,  e Maria da Cruz Viana, de Jacarepaguá, estavam ali para visitar pela terceira vez o Museu do Amanhã. Mas, desta vez, era diferente: as duas amigas resolveram se hospedar na Rua do Senado durante o fim […]

    Leia mais

  • Expoosição mostra a obra de Tia Lúcia, ícone da Gamboa (Foto Daniela Paoliello)

    Publicado em

    Vida e arte na Gamboa

    É difícil pensar na Zona Portuária do Rio de Janeiro sem logo incluir as memórias de Tia Lúcia na história. Moradora da região desde criança, ao chegar da Bahia, Lúcia Maria dos Santos era figura sempre presente, fosse assistindo às apresentações do Escravos da Mauá de sua sacada, fosse dando oficinas de artesanato, fosse apenas […]

    Leia mais

  • Publicado em

    Bactérias na moda

    Que tal sair por aí com um lindo vestido de bactérias? Estranho? Acredite: tem tudo para fazer o maior sucesso. E você ainda pode incrementar o look com bolsas e sapatos feitas do mesmo material. Bactérias estão na moda. Melhor explicar: em vários países, inclusive no Brasil, estão sendo feitas pesquisas e desenvolvidos protótipos de […]

    Leia mais

  • Quixadá - Estiagem no reservatório conhecido como Açude da Pista, que abastecia moradores da comunidade Engano, no distrito de Riacho Verde, em Quixadá, sertão central do Ceará.

    Publicado em

    Terra seca

    A combinação de beleza e miséria tem o dom de transformar o semiárido brasileiro num perverso cartão-postal. A falta de chuva potencializa uma miséria endêmica, que não poupa gente, bicho ou planta. Impossível saber quando começa ou termina uma seca. Ela simplesmente não acaba – atravessa dias, meses, anos. Um cotidiano sofrido que mistura escassez […]

    Leia mais