Manancial lança desafio para acelerar startups

Ambiente de relacionamento da Manancial: parâmetros modernos e aposta no conhecimento. Foto divulgação

Centro de inovação socioambiental da Cedae oferece apoio financeiro de até R$ 100 mil em projetos de reflorestamento ambiental, insumos químicos, resíduos sólidos e crédito de carbono

Por #Colabora | ODS 17 • Publicada em 7 de abril de 2022 - 09:45 • Atualizada em 7 de abril de 2022 - 09:50

Compartilhe

Ambiente de relacionamento da Manancial: parâmetros modernos e aposta no conhecimento. Foto divulgação

O Manancial, centro de inovação socioambiental da Cedae, acaba de lançar o 1º Desafio Manancial Cedae, que vai selecionar e acelerar startups que apresentem soluções tecnológicas para desafios reais do setor de saneamento e meio ambiente. Os trabalhos terão foco na geração de impactos socioambientais e em resultados financeiros positivos de forma sustentável, abrindo novas oportunidades de negócios. Até 15 projetos poderão ser escolhidos por um comitê técnico para receber apoio financeiro de até R$ 100 mil. As inscrições devem ser feitas até o próximo dia 28. Pessoas físicas e startups nacionais e estrangeiras (com CNPJ no Brasil) podem participar, conforme determinado pelo edital de convocação.

Nesta primeira edição, os trabalhos serão focados em quatro temas: soluções inovadoras para reflorestamento ambiental; otimização do uso de insumos químicos para reduzir o custo da produção de água; alternativas para tratar resíduos sólidos; e estratégias para diminuir a emissão de gases de efeito estufa em todas as unidades da Cedae, a fim de contabilizar créditos de carbono.

Com base nos temas escolhidos pelo corpo técnico da Cedae a partir de metodologias colaborativas, os desenvolvedores – estudantes, profissionais e empreendedores – devem apresentar propostas de soluções, produtos e serviços. As ideias podem englobar projetos para novos processos, aplicações, programas, interfaces programáveis de aplicativos, sistemas de informação, tecnologias emergentes e outras ferramentas relacionadas. “As equipes vão fazer uma imersão em diversas áreas da Cedae para entender os desafios, exercitar suas hipóteses em sessões de design thinking (metodologia de concepção de ideias) e mentoria de negócios. A partir dessa fase, irão propor suas soluções”, explica Aline Rodovalho, Gerente de Inovação e ESG da Cedae.

Os projetos serão avaliados por uma comissão de especialistas, que irá considerar critérios como cumprimento dos objetivos, qualidade técnica, originalidade, entre outros. Além do apoio de até 100 mil para desenvolvimento ou validação do produto, os grupos terão acesso a conteúdo especializado, atividades de mentoria e aproximação com investidores e empresas. “O Manancial vai apoiar a criação e aceleração de startups, estimulando o empreendedorismo e desenvolvendo projetos, desde a fase inicial até o estágio final, de comercialização. Os temas escolhidos para esta primeira edição representam desafios reais nas áreas de saneamento e meio ambiente e são aplicáveis para o cenário da Cedae. Nosso objetivo é que as soluções propostas tragam eficiência, redução de custos e geração de empregos, integrando o novo plano de negócios da Companhia, alinhado à agenda ESG”, conclui o diretor-presidente da Cedae, Leonardo Soares.

#Colabora

Texto produzido pelos jornalistas da redação do #Colabora.

Newsletter do Colabora

Nossa newsletter é enviada de segunda a sexta pela manhã, com uma análise do que está acontecendo no Brasil e no mundo, com conteúdo publicado no #Colabora e em outros sites.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.