Liberte-se dos combustíveis fósseis

Mobilização global contra a indústria do petróleo e o documentário 'Disobedience'

Por Liana Melo | ODS 13Vídeo • Publicada em 3 de maio de 2016 - 08:00 • Atualizada em 3 de maio de 2016 - 11:53

Compartilhe

Imagine dezenas de milhares de pessoas em todo o mundo protestando para recuperar o controle sobre seus próprios destinos. Caminhando de braços dados pelas minas de carvão. Ocupando locais para bloquear os negócios dos governos e das indústrias que ameaçam o nosso futuro. Marchando pacificamente em defesa do nosso direito por energia limpa.

As cenas não fazem parte de um roteiro de um filme, mas de uma ação global contra a tirania dos combustíveis fósseis e pela permanência do carvão, do petróleo e do gás no subsolo. A mobilização já começou e está prevista para durar até o próximo dia 15.

Liberte-se dos combustíveis fósseis” é um movimento global sem liderança, sem partido e sem ideologia,  e que vai se espalhar pelos Estados Unidos, Canadá, Inglaterra, Nigéria, Turquia, África do Sul, Filipinas, Indonésia, Austrália e Nova Zelândia. Os alvos escolhidos como cena dos protestos são os projetos mundo afora considerados icônicos da indústria dos combustíveis fósseis.

No Brasil, as manifestações vão ocorrer no Ceará, onde está instalada a Usina Termelétrica de Pecém. Além de utilizar carvão da Colômbia para suas caldeiras, a usina, considerada a maior do país, consome milhões de litros de água em uma região que tem problemas históricos de escassez hídrica e enorme potencial de geração limpa e justa. No sul do país, os alvos escolhidos foram Londrina, Maringá e Toledo, no Paraná, onde estão ocorrendo estudos sísmicos-geológicos para exploração de xisto.

O movimento “Liberte-se dos combustíveis fósseis” é uma resposta da sociedade civil aos resultados considerados insuficientes da COP21, que ocorreu em Paris no final do ano passado, e do consequente documento que saiu do encontro, o Acordo de Paris, pelo excesso de  promessas e a insuficiência de ações concretas para mitigar as mudanças climáticas.

A 350.org é uma das entidades que está liderança o movimento global de desobediência civil. A entidade produziu o documentário “Disobedience”, de 40 minutos, sobre a indústria dos combustíveis fósseis.

Liana Melo

Formada em Jornalismo pela Escola de Comunicação da UFRJ. Especializada em Economia e Meio Ambiente, trabalhou nos jornais “Folha de S.Paulo”, “O Globo”, “Jornal do Brasil”, “O Dia” e na revista “IstoÉ”. Ganhou o 5º Prêmio Imprensa Embratel com a série de reportagens “Máfia dos fiscais”, publicada pela “IstoÉ”. Tem MBA em Responsabilidade Social e Terceiro Setor pela Faculdade de Economia da UFRJ. Foi editora do “Blog Verde”, sobre notícias ambientais no jornal “O Globo”, e da revista “Amanhã”, no mesmo jornal – uma publicação semanal sobre sustentabilidade. Atualmente é repórter e editora do Projeto #Colabora.

Newsletter do Colabora

Nossa newsletter é enviada de segunda a sexta pela manhã, com uma análise do que está acontecendo no Brasil e no mundo, com conteúdo publicado no #Colabora e em outros sites.

3 comentários “Liberte-se dos combustíveis fósseis

  1. Pingback: Liberte-se dos combustíveis fósse...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *