Renner firma contrato com Enel para compra de energia eólica

Complexo da Enel, onde já funcionam usinas eólica e solar, em Pernambuco onde vai funcionar também a Fontes dos Ventos II: Renner terá 170 lonas e centro de distribuição com energia gerada no complexo (Foto: Divulgação/Enel)

Usina em Pernambuco vai suprir com geração eólica 100% da demanda energética de 170 lojas da rede varejista e do seu novo centro de distribuição

Por #Colabora | ODS 12ODS 7 • Publicada em 15 de julho de 2021 - 20:07 • Atualizada em 16 de julho de 2021 - 12:11

Compartilhe

Complexo da Enel, onde já funcionam usinas eólica e solar, em Pernambuco onde vai funcionar também a Fontes dos Ventos II: Renner terá 170 lonas e centro de distribuição com energia gerada no complexo (Foto: Divulgação/Enel)

A Renner, rede varejista de moda, vai suprir com geração eólica 100% da demanda energética de 170 lojas e do seu novo centro de distribuição (CD), que está em construção em Cabreúva, no interior de São Paulo, a partir de uma usina construída e operada pela subsidiária brasileira de energia renovável do Grupo Enel, a Enel Green Power Brasil. Com o acordo, a expectativa é que 80% do consumo corporativo das Lojas Renner, que inclui prédios administrativos, CDs e lojas, passe a ser atendido por fontes renováveis de baixo impacto – cinco pontos acima da meta de 75% estabelecida para o fim de 2021 em compromisso público.

Mais: Como deixar as pegadas de carbono leves ao viajar

Se forem consideradas apenas as lojas, 40% de todo o consumo da marca Renner no Brasil será suprido com o volume de energia previsto no contrato com a Enel. “A operação com a Enel é uma iniciativa importante entre empresas privadas para contribuir de maneira eficaz com o combate às mudanças climáticas. Além disso, reforça o nosso propósito de atuar em linha com os critérios ESG, para alcançar a sustentabilidade ambiental, social e econômica dos negócios. Somos reconhecidos nacional e internacionalmente por nossa sólida estratégia de moda responsável e estamos avançando dia após dia nessa frente”, disse o presidente das Lojas Renner, Fabio Faccio, em comunicado sobre o acordo.

Atualmente, a rede varejista, nascida no Rio Grande do Sul mas com lojas em todo o país, já consome energia de fazendas solares e de pequenas centrais hidrelétricas (PCHs). A parceria com a Enel busca trazer mais diversificação para sua matriz energética, ampliando o uso de fontes renováveis. A energia para suprir as necessidades previstas no contrato entre a Lojas Renner e a Enel será produzida por parte do complexo eólico Fontes dos Ventos II, da Enel Green Power, que está em construção no município de Tacaratu (PE), na bacia do rio São Francisco.

A Lojas Renner também firmou contratos com a Enel Green Power para ter acesso a certificados internacionais de energia renovável (I-REC’s) que atestam a origem da energia prevista no acordo. Os IREC’s são um sistema global de rastreamento de atributos ambientais de energia, projetado para dar transparência e confiabilidade na contabilidade de carbono.

Por meio da Enel Trading, comercializadora da Enel no mercado livre, a Renner assinou ainda contratos com duração de 15 anos na modalidade PPA (Power Purchase Agreement) para a compra da energia renovável gerada pela Enel Green Power. “A parceria com a Lojas Renner é um passo importante em nossa estratégia de atuar como facilitadores sustentáveis da transição energética e da geração verde. Mais do que liderar a geração solar e eólica no país, contribuindo para a diversificação da matriz energética brasileira, estamos impulsionando a consolidação das fontes renováveis de energia em toda a cadeia de valor dos diversos setores da economia, oferecendo a nossos parceiros e clientes uma energia segura, sustentável e economicamente competitiva no mercado livre”, afirmou o diretor-geral da Enel no Brasil, Nicola Cotugno, no comunidade conjunto.

O parque eólico Fontes dos Ventos II recebeu a outorga de funcionamento da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) em maio de 2020 e a Enel Green Power prevê que a usina entre em operação comercial em dezembro de 2021. O volume máximo total previsto no contrato de fornecimento de energia eólica com a Lojas Renner é de 11,3 megawatts médios (MWm), equivalente a um consumo de 100 GWh/ano. O complexo eólico Fontes dos Ventos II possui capacidade instalada total de 99 MW e exigirá um investimento total de cerca de US$ 84 milhões. De acordo com Aneel, o Brasil tem atualmente 694 usinas eólicas em atividade com potência fiscalizada de 17,4 mil MW, ou 9,9% de toda a capacidade de geração do país,

De acordo com as empresas, com a contratação da fonte eólica, a Lojas Renner evitará a emissão de aproximadamente 6,2 mil toneladas de carbono (CO2) por ano. Terá ainda uma redução que se aproxima dos 40% no custo final da energia, o que significa uma economia de mais de R$ 500 milhões no acumulado dos 15 anos.

A Renner destaca no comunicado que já era pioneira na implementação de estratégias focadas em sustentabilidade, antes mesmo do acordo com a Enel: desde 2011, realiza o inventário de emissões de gases de efeito estufa e, desde 2016, neutraliza 100% de suas emissões. A rede varejista viabilizou, a partir de 2018, a implantação de três empreendimentos de geração de energia solar, localizadas em Vassouras (RJ), Pântano Grande (RS) e Café Sem Troco (DF), que somam potência instalada de 2 MW. As unidades abastecem oito lojas da marca Renner no Rio de Janeiro, em Porto Alegre e em Brasília

#Colabora

Texto produzido pelos jornalistas da redação do #Colabora.

Newsletter do Colabora

Nossa newsletter é enviada de segunda a sexta pela manhã, com uma análise do que está acontecendo no Brasil e no mundo, com conteúdo publicado no #Colabora e em outros sites.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *