Compartilhar, , Google Plus, Linkedin, Whatsapp,

Imprimir

Publicado em

Mar de guimbas de cigarros

Cinco trilhões de bitucas contendo metais pesados podem afetar a vida marinha


Imagem ilustrativa de uma guimba em fundo azul, como o mar que as bitucas poluem
Imagem ilustrativa de uma guimba em fundo azul, como o mar que as bitucas poluem

Seria necessário viver em total isolamento do mundo para desconhecer os malefícios do tabaco. No entanto ainda se fuma, e muito, no mundo todo, apesar de todo tipo de cerceamento ao consumo e campanhas contra os riscos.

Os efeitos diretos sobre os humanos são conhecidos: câncer, doenças cardíacas, AVCs, diabete, enfisema e bronquite crônica, entre outros males, como problemas do sistema imunológico, incluindo artrite reumatóide. E, para os homens, disfunçôes eréteis. Vários destes males devem causar 8 milhões de mortes por ano no mundo em 2030, dentre os 1 em cada 3 adultos que fumam, de acordo com o “Journal of The American Medical Association“.

A maior consciência pública sobre a toxicidade das bitucas descartadas em áreas marinhas e costeiras pode ajudar a diminuir os riscos ambientais nestas áres”, afirma o trabalho.

Revista Tobaco Control

Humanos consomem nicotina há milhares de anos, e suspeita-se que fumar era um risco para a saúde já no século 17. O país onde mais se fuma per capita é Montenegro. O Brasil ocupa a posição 106, segundo dados da Organização Mundial de Saúde.

Agora descobre-se outro problema. Onde parte de todo este lixo vai parar? No mar. Metais tóxicos estão se infiltrando nos oceanos a partir de bitucas de cigarro, um “mal agudo” para a vida marinha, adverte estudo publicado no início de maio na “Tobacco Control” por pesquisadores da Universidade de San Diego, Califórnia.

Estas bitucas são a forma mais comum de lixo encontrado no mar, com cinco trilhões delas descartadas nas águas por dia. São pequenas, mas a quantidade é tão grande que todas as substâncias tóxicas nelas acumuladas são um fator importante de contaminação.

Entre os elementos estão arsênico, cádmio, ferro, níquel, cobre e manganês. Muitos deles vêm dos processos agrícolas e de fabricação. Alguns, como o manganês, podem ser benéficos para muitos animais em volumes pequenos, mas perigosos quando em excesso. É um problema especial para criaturas na parte mais alta da cadeia animal, que consomem poluentes absorvidos por animais menores, assinala o estudo.

“A maior consciência pública sobre a toxicidade das bitucas descartadas em áreas marinhas e costeiras pode ajudar a diminuir os riscos ambientais nestas áres”, afirma o trabalho.

Os autores dizem serem necessárias mais pesquisas para entender completamente a extensão da ameaça à vida marinha representada pelos metais. Mas um estudo anterior já havia demonstrado que as toxinas podem envenenar peixes.

“Além disso, outros estudos também demonstaram que metais pesados e substâncias químicas dos cigarros podem ser perigosamente tóxicas para espécies marinhas”, segundo os cientistas.

Os níveis dos metais foram monitorados em nove locais ao norte do Golfo Persa, nas áreas costeiras de Bushehr, durante o verão.

O conteúdo de metal provavelmente varia de acordo com o cultivo e o crescimento da folha de tabaco e a utilização de pesticidas e herbicidas. E pode aumentar durante o processo de fabricação. Os filtros, feitos de acetato de celulose, podem agir como outros plásticos ao transportar metais no ambiente marinho.


Escrito por José Eduardo Mendonça

É jornalista, com passagens por publicações como Exame, Gazeta Mercantil, Folha de São Paulo, e criador da revista Bizz e do suplemento Folha Informática. Vem nos últimos anos se dedicando aos temas ligados à sustentabilidade e foi pioneiro ao fazer, para o Jornal da Tarde, em 1976, uma série de matérias sobre energia limpa.

69 posts

Um Comentário

Deixe uma mensagem
  1. Chamar atenção para este problema é muito importante visto que a maioria dos fumantes conscientes, pensam exclusivamente nas repercussões sobre o seu próprio organismo, alguns refletem também sobre o impacto ambiental da indústria do fumo no campo da agricultura, referida aos defensivos agrícolas, raramente ouvimos comentários sobre a poluição decorrente dos filtros dos cigarros contaminados pelos resíduos tóxicos e do seu papel na soma do lixo plástico.
    Gostei muito!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *