Selecionados jornalistas para bolsas de reportagem sobre agrotóxicos

Pulverização de pesticida em plantação no Paraná: selecionados jornalistas para bolsas de reportagem sobre agrotóxicos (Foto: Adapar / Agência Estadual de Notícias/PR)

Trabalhos jornalísticos serão desenvolvidos nos próximos três meses e publicados pelo #Colabora no segundo semestre de 2022

Por #Colabora | ODS 3 • Publicada em 8 de abril de 2022 - 09:25 • Atualizada em 12 de abril de 2022 - 10:15

Compartilhe

Pulverização de pesticida em plantação no Paraná: selecionados jornalistas para bolsas de reportagem sobre agrotóxicos (Foto: Adapar / Agência Estadual de Notícias/PR)

Os jornalistas Amanda de Oliveira Costa, Daniel Piassa Giovanaz e Martina Medina foram selecionados para receberem as bolsas de reportagem – no valor de R$ 10 mil cada – sobre agrotóxicos, iniciativa da Alter Conteúdo Relevante e do #Colabora, em parceria com a Fundação Heinrich Böll (FHB) Brasil, com objetivo de promover e aprofundar o debate sobre o uso desses pesticidas e suas consequências. Os selecionados terão três meses para produzir suas reportagens que serão publicadas no #Colabora, no segundo semestre.

Leu essa? Tornavoz: programa de segurança jurídica para jornalistas

O Brasil tem atualmente 3.231 agrotóxicos autorizados para comercialização no país, com impactos na saúde e no meio ambiente – apenas em 2021, foram liberados 562 agrotóxicos: um recorde, 14% a mais do que os 490 autorizados em 2020, então a maior marca anual.  Os três produtos jornalísticos foram selecionados – por uma comissão formada por representantes da Alter, do #Colabora e da FHB Brasil, entre 47 propostas apresentadas, abordando os mais diversos tipos de aspectos relacionados aos agrotóxicos. Os selecionados vêm de diversas partes do Brasil.

Amanda Oliveira da Costa é jornalista, documentarista e fotógrafa, formada pela Universidade Federal de Goiás (UFG). Ainda estudante, ganhou o Prêmio Expocom (Exposição de Pesquisa Experimental em Comunicação) Centro-Oeste 2017 com a reportagem “Esta usted en Territorio Zapatista en rebeldia”  – Nos Altos de Chiapas, indígenas zapatistas ressignificam sua existência e criam novas formas de relações com o mundo. Selecionada no edital Curtas Universitários, dirigiu o documentário de curta-metragem “Acolá, um ser-tão”, co-dirigido por crianças e adolescentes que narram a realidade camponesa da comunidade Sertão, em Alto Paraíso de Goiás (GO). Atualmente produz trabalhos para a Comissão Pastoral da Terra Nacional, entre eles reportagens como as que deram origem à série investigativa “Guerra Química contra as comunidades”, publicadas em parceria com o Le Monde Diplomatique.

Daniel Piassa Giovanaz é jornalista e mestre em História pela Universidade Federal de Santa Catarina. Dirigiu os documentários “A Educação de Pinochet” [2013], durante intercâmbio na Universidade do Chile, e “Bhopal 84” [2020 sobre sobre os impactos do vazamento de isocianato de metila na fábrica de agrotóxicos da empresa Union Carbide, na Índia. Participou ainda, em 2019, da produção do documentário “Rota do Cacau” (Papel Social/OIT), sobre violações de direitos humanos na cadeia produtiva do cacau na Amazônia e na Bahia. É autor dos livros “Quem matou Marcelino?” [2016], “O oligopólio da RBS: uma rede contra a democracia” [2017] e “Dossiê Lava Jato: um ano de cobertura crítica” [2018]. Foi coordenador de jornalismo do site Brasil de Fato e, por cinco meses, correspondente do BdF na Índia, onde cobriu pandemia, direitos humanos e agronegócio.

Formada pela USP e com mais de dez anos de profissão, Martina Medina Cavalcanti já passou pelas redações da Band, UOL, Folha de S. Paulo, Abril, Trip e Vida Simples, antes de priorizar o jornalismo independente.  Em 2020, fez uma reportagem sobre o transporte escolar em comunidades ribeirinhas na Amazônia, com apoio do edital da Jeduca. Em 2021, investigou a educação infantil indígena na pandemia em uma escola do Amazonas através do programa Early Childhood Reporting Fellowship do Dart Center/Columbia University. A reportagem foi publicada no Jornal Joca, o único do Brasil voltado ao público infantojuvenil, onde Martina foi editora por dois anos e atualmente colabora como repórter especial.

#Colabora

Texto produzido pelos jornalistas da redação do #Colabora.

Newsletter do Colabora

Nossa newsletter é enviada de segunda a sexta pela manhã, com uma análise do que está acontecendo no Brasil e no mundo, com conteúdo publicado no #Colabora e em outros sites.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Sair da versão mobile