Como a Nova Zelândia está vencendo o coronavírus?

Primeira-ministra Jacinda Ardern afirmou que, na última segunda, 27, o país não registrou casos de contágios locais de coronavírus. Pedro Vianna fala sobre a importância das medidas rigorosas adotadas pelo governo.

Por Pedro Vianna | ODS 3Vídeo • Publicada em 28 de abril de 2020 - 18:17 • Atualizada em 30 de abril de 2020 - 10:10

Compartilhe

Liderada pela primeira-ministra Jacinda Ardern, a Nova Zelândia se tornou uma referência mundial no combate à atual pandemia. Na última segunda, 27, o país não registrou casos de contágios locais de coronavírus. A Nova Zelândia vem apresentando queda no número de contaminações desde o dia 5 de abril, quando havia registrado 89 casos. Até hoje, foram 1.124, com 19 mortes.

Clique para acompanhar a cobertura completa do #Colabora sobre a pandemia do coronavírus

Pedro Vianna, criador do “Bike Myself” e do “Pedalando até 2030”, atualmente mora no país e conta no segundo episódio de “Mundo em Quarentena” sobre as estratégias adotadas para o achatamento da curva: “Aqui, antes do primeiro caso, a situação já era tratada como uma pandemia”. O que esse sucesso no combate ao coronavírus oferece de lições ao Brasil? Confira.

Também mora fora do Brasil e quer contar para a gente como está a quarentena em seu país? Nosso objetivo é mostrar a realidade de diversas regiões em todos os continentes. Entre em contato pelas nossas redes sociais ou pelo e-mail [email protected]

Pedro Vianna

Formado em arquitetura, é apaixonado por bicicleta e sustentabilidade.
Nos últimos anos, tem trabalho com o projeto Bike Myself, que através de expedições de bicicleta produz vídeos compartilhando as experiências e os projetos que encontra pelo caminho, sempre conectados com desenvolvimento sustentável. É o produtor e criador da websérie "Pedalando até 2030".

Newsletter do Colabora

Nossa newsletter é enviada de segunda a sexta pela manhã, com uma análise do que está acontecendo no Brasil e no mundo, com conteúdo publicado no #Colabora e em outros sites.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *