Compartilhar, , Google Plus, Linkedin, Whatsapp,

Imprimir

Publicado em

Guia de empregos, versão 2017

As oportunidades que podem mudar a vida de uma vez por todas


Nos últimos tempos, surgiram novas carreiras, como a de fashionista de discurso, que deixa qualquer texto com cara de hipster do Brooklyn. Foto: Frédéric Cirou / AltoPress / PhotoAlto

Com a crise chegando no fundo do poço, onde nos espera um alçapão, temos que pensar em saídas. Aqui estão novas oportunidades de carreira que surgiram nos últimos tempos.

Corram porque a concorrência está aumentando.

Sommelier de tretas

Se você frequenta as redes sociais sabe que se tem alguma coisa da qual não se pode fugir é de uma treta: coxinhas x petralhas, uber x táxi, negros de turbante x brancos de turbante. Ao mesmo tempo, se você entrar em todas, perde um tempo precioso e não faz mais nada na vida. Para resolver essa situação surgiu o sommelier de tretas. É o profissional que escolhe quais os debates que mais combinam com o seu tempo, ocupação e interesses. Ele pode tanto criar um cardápio diário para distribuir aos assinantes como também fazer consultas personalizadas.

Você é de esquerda e está desorientado, não sabe se é pra derrubar o Temer ou não? E o Lula, deve-se apoiar ou é melhor esperar? Sua orientação é liberal mas tá confuso se o Bolsonaro é melhor do que o Doria, ou vice-versa? E a reforma, quem consegue emplacar? O flanelinha político surgiu para resolver esses problemas.

Gourmetizador de banalidades

O que fazer para aumentar as vendas de uma fábrica de pregos ou incrementar os lucros de uma firma de limpeza de carpetes? É o gourmetizador que resolve, criando toda uma narrativa que vai diferenciar o produto da concorrência. O prego vai passar a ser talhado por artesãos eunucos da Moldávia em ferro extraído no Himalaia e a espuma de limpeza nos carpetes será de detergente orgânico, aprovado pelo Greenpeace e com escovas projetadas pela NASA. O gourmetizador é um publicitário, só que premium e diferenciado.

Flanelinha político

Você é de esquerda e está desorientado, não sabe se é pra derrubar o Temer ou não? E o Lula, deve-se apoiar ou é melhor esperar? Sua orientação é liberal mas tá confuso se o Bolsonaro é melhor do que o Dória, ou vice-versa? E a reforma, quem consegue emplacar? O flanelinha político surgiu para resolver esses problemas. Você preenche um formulário online sobre a sua posição política e o flanelinha avisa qual a opção mais adequada no dia-a-dia. Sem estresse, sem aporrinhação, e principalmente, sem ter que perder tempo com as notícias.

Fashionista de discurso

O seu texto parece coisa do século passado? O relatório da firma foi direto pro lixo? Nada de likes e compartilhamentos no seu perfil? É o fashionista de discurso que resolve esse tipo de problema. Ele é o profissional que vai captar e inserir na sua escrita as palavras e expressões da moda, como “storytelling”, “potência” ou “afetos”, deixando o seu texto, que tinha aspecto de pochette e semi baggy, com cara de hipster do Brooklyn.

Redator de smoke news

Inventar notícias, fake news, é algo perigoso, pode terminar em processo e confusão. O redator de smoke news não inventa, apenas exagera. Lá no fundo, bem no fundo, do que ele escreve até tem fogo mas sua função é espalhar a fumaça o mais longe possível, de acordo com os interesses do cliente. É uma mistura do antigo esquentador de notícias com o marqueteiro digital. Uma profissão com muita demanda até as eleições de 2018.

Escada virtual

O escada virtual é a pessoa que dá a deixa para que o freguês se destaque na web. Ele é o profissional que faz as observações precisas para que o cliente dê respostas lacradoras. Ou então ele cria polêmicas na caixa de comentários para promover o post. O escada pode se passar por hater, radical, insensato ou fã sem noção, dependendo do público em questão. É uma profissão de grande futuro junto a partidos políticos, movimentos sociais e celebridades em geral.


Escrito por Leo Aversa

Leo Aversa

Leo Aversa fotografa profissionalmente desde 1988, tendo ganho alguns prêmios e perdido vários outros. É formado em jornalismo pela ECO/UFRJ mas não faz ideia de onde guardou o diploma. Sua especialidade em fotografia é o retrato, onde pode exercer seu particular talento como domador de leões e encantador de serpentes, mas também gosta de fotografar viagens, especialmente lugares exóticos e perigosos como Somália, Coréia do Norte e Beto Carrero World. É tricolor, hipocondríaco e pai do Martín.

74 posts

Um Comentário

Deixe uma mensagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *