Compartilhar, , Google Plus, Linkedin, Whatsapp,

Imprimir

Publicado em

Xampu sólido: a alternativa sustentável para o seu banho

Saiba por que você deve testar esse produto para lavar os seus cabelos


Xampu sólido: as barras são feitas de ingredientes naturais e consomem menos água no processo de produção (Foto: Yuri Fernandes)
Xampu sólido: as barras são feitas de ingredientes naturais e consomem menos água no processo de produção (Foto: Yuri Fernandes)

Passar uma barra de xampu na cabeça pode parecer estranho, especialmente para as mulheres. Mas é simplesmente uma questão de hábito. O formato é a aposta de produtores artesanais e algumas marcas conscientes do impacto ao meio ambiente causado pelas embalagens e pela química que vai para o esgoto quando lavamos o cabelo, poluindo o solo e os rios ou o mar. Já os xampus sólidos, em geral, não contêm sulfatos, parabenos, corantes, pigmentos artificiais, liberadores de formol, fragrâncias artificiais e derivados de petróleo e são feitos com fórmulas ricas em óleos essenciais e manteigas vegetais.

Para se ter uma ideia, segundo dados da Euromonitor International, o consumo mundial de xampu foi de 2.797.160,6 litros em 2017, sendo 194.180 litros só no Brasil. Globalmente, o mercado movimenta US$ 27,7 milhões. Só em embalagem de xampu no Brasil, segundo a Datamark, foram consumidos, no ano passado, 584 milhões de unidades de bisnagas e garrafas de polietileno e PET.

“É mais uma opção para quem deseja uma limpeza equilibrada, delicada e com hidratação. Isso sem falar nas propriedades terapêuticas e sensoriais”, afirma a dermatologista Paula Chicralla, lembrando que, em alguns casos, ele pode substituir o uso do condicionador, sendo mais um benefício para o meio ambiente, já que reduz o ritual do banho e evita mais química indo pelo ralo.

Paula explica que gosta de indicar este tipo de xampu quando o paciente está no processo de transição para uma rotina de beleza consciente:

“Os xampus sólidos nos ajudam a desmistificar que precisamos de embalagens elaboradas e excesso de espuma para a limpeza acontecer”.

Mônica Ronai, fundadora da Origen Biocosméticos, que produz xampu sólido e saboaria artesanal, conta que decidiu passar a usar cosméticos naturais após perceber que, para o estilo de vida saudável e sustentável que ela queria adotar, não bastava uma mudança apenas na alimentação:

“Há muitos anos, só como produtos orgânicos, livres de conservantes, mas percebi que precisava alimentar minha pele com cosméticos que também seguissem essa filosofia. Nossa pele é nosso maior órgão. E muitas vezes colocamos nela chumbo e outros produtos químicos pesados sem ter ideia dos danos ao nosso corpo. Isso sem falar no meio ambiente”.

De consumidora, Mônica resolveu investir em pesquisa e hoje não só produz cosméticos que seguem a linha slow beauty, mas também dá cursos para quem quer aprender:

“Precisamos fazer escolhas mais conscientes, voltadas para as nossas necessidades reais, e isso engloba valorizar e aceitar a beleza real de cada um. Quando você opta por um xampu sólido você não está só pensando se o seu cabelo vai ficar bonito ou domado. Até porque, de fato, leva um tempo de adaptação até os fios se desintoxicarem e passarem a responder melhor a esta nova forma de limpeza”.

A blogueira Cristal conta em seu blog “Um Ano Sem Lixo” que passou por diversos estágios até conseguir se adaptar ao xampu sólido. Mas, o resultado foi surpreendente. Ela, que considerava o cabelo oleoso e tinha que lavar todos os dias, hoje exibe fios brilhantes, soltinhos, cachos bonitos e felizes:

“Esse período de adaptação diz respeito mais à composição dos xampus naturais, principalmente os saponificados e que não usam tensoativos na formulação. Eles possuem um PH elevado porque são sabões e essa diferença acaba deixando o cabelo meio esquisito no começo até ele se readaptar”, contou ela, em que dá uma dica preciosa para quem quer começar a usar o xampu natural: antes é preciso parar por um tempo de usar condicionador:

“Isso porque esses produtos têm silicones e óleo mineral, ingredientes que os xampus naturais não conseguem eliminar muito bem e aí seu cabelo fica super feio e com acúmulo de substâncias. Não precisa ficar sem condicionador, só trocar o convencional por um natural sem esses ingredientes”.

Agora, Cristal chama a atenção para o fato de que nem todo xampu sólido é natural. Ela conta que usava o de uma marca importada pioneira no seguimento, até descobrir que os xampus deles não são naturais.

“Eles têm ingredientes que não são considerados naturais, como sulfatos, parabenos, conservantes nocivos, entre outras coisas. Não é o formato que garante se ele é livre de ingredientes nocivos e sim sua composição. Por isso temos sempre que ler a composição e verificar um a um os ingredientes”.

Mônica Ronai, fundadora da Origen Biocosméticos exibe uma barra de xampu sólido antes do corte: produto precisa passar por processo de maturação (Foto: Yuri Fernandes)
Mônica Ronai, fundadora da Origen Biocosméticos exibe uma barra de xampu sólido antes do corte: produto precisa passar por processo de maturação (Foto: Yuri Fernandes)

Além do formato em barra, a Lola Cosmetics criou uma nova versão do xampu sólido, que tem uma textura pastosa: o xampu sólido Morte Súbita, um dos carros-chefes da marca:

“Um potinho de 250g do nosso xampu sólido pode render mais de 100 aplicações, contrariamente aos xampus de uso corrente, que, em média, rendem 25 lavagens, dependendo do comprimento do cabelo.. Ele reduz de maneira significativa não só o número de embalagens, mas toda uma cadeia produtiva. É um produto praticamente isento de água em seu processo de fabricação, que é feito à frio, ambientalmente bem mais correto”, diz Dione Vasconcellos, sócia-fundadora da Lola.


Escrito por Fernanda Baldioti

Fernanda Baldioti

Jornalista, com mestrado em Comunicação pela Uerj, trabalhou nos jornais "O Globo" e "Extra" e foi estagiária da rádio "CBN". Há dez anos, trabalha com foco em internet. Foi editora-assistente do site da "Revista Ela", onde se especializou nas áreas de moda, beleza, gastronomia, decoração e comportamento. Também atuou em outras editorias cobrindo política, economia, esportes e cidade.

12 posts

2 Comentários

Deixe uma mensagem
  1. Olá, Thiago. Você costuma encontrar em feiras de pequenos produtores e artesãos. No Rio, por exemplo, tem até na feira de sextas-feiras na Nossa Senhora da Paz, em Ipanema. E muitas vezes também na Praça Nelson Mandela, em Botafogo,. Outra forma é encontrar esses produtores no Instagram. A nossa entrevistada envia pelos correios: o Instagram dela é @origenbiocosmeticos. E neste link tem mais opções:
    https://www.umanosemlixo.com/2016/12/marcas-de-sabonete-artesanal-e-xampu-solido-comprar-online.html
    Abs
    Fernanda Baldioti

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *