mortandade

Entrada aleatória RSS

  • Apesar de continuar ruim, a situação da lagoa melhorou após 2006 com a construção de galerias e elevatórias pela Cedae. Foto de Custódio Coimbra

    Publicado em

    Lagoa nunca foi balneável

    Do ponto de vista geológico, duzentos anos não significam quase nada. Mas aos olhos humanos, é tempo suficiente para observar uma lagoa perder metade do seu espelho d’água, receber 170 mil moradores em seu entorno, atrair dezenas de projetos mirabolantes – inclusive alguns que previam a sua extinção – e, mesmo assim, se manter soberana […]

    Leia mais