Compartilhar, , Google Plus, Linkedin, Whatsapp,

Imprimir

Publicado em

A invasão das sereias

Elas estão por toda parte e, em breve, terão representante em um novela

Mirella encanta os visitantes, em um show subaquático em São Paulo: sereia profissional. Foto AFP/ Nelson Almeida

Dizem que nos momentos de crise econômica surgem as oportunidades de  empreender. A história começou como um modismo, mas, em tempos de redes sociais, fisgou jovens mundo afora e, claro, aqui no Brasil, a partir de 2015. Já ouviu falar em sereismo? Pois é, as adeptas preferem chamar de estilo de vida e muitas delas o transformaram em atividade profissional, posando para fotos de editoriais de moda e catálogos de lojas, vendendo peças temáticas, fazendo workshops, se apresentando em festas corporativas ou encantando crianças em shows subaquáticos. Não julgue nem deboche do canto dessas sereias urbanas porque ele já atraiu até a atenção de inúmeras grifes internacionais e brasileiras, que lançaram produtos e mesmo coleções inteiras inspiradas nelas, ajudando, portanto, a girar a roda da economia.

E outros exemplos de empreendedorismo surgiram no rastro das belas do mar, como ateliês que oferecem peças típicas (de biquínis a jeans) sob medida, estúdios que fazem ensaios fotográficos, equipes de maquiadores e cabeleireiros que já incluem o look sereia no catálogo e por aí vai…

O sereismo também caiu no radar da escritora Glória Perez, que resolveu incorporá-lo à sua nova novela “A força do querer”, com estreia em abril, na TV Globo. Isis Valverde encarnará uma sereia. E para a tarefa de treinar a atriz, a equipe do folhetim recrutou a paulista Mirella Ferraz, de 34 anos, que vive profissionalmente do sereismo e serviu de fonte de inspiração para Glória. A moça, que faz shows em aquários e eventos, ensinou Isis sobre as técnicas de apneia, nado com cauda, acrobacias dentro d’água e as expressões faciais de uma sereia, entre outros segredos desse universo encantado. Não é preciso dizer o quanto o perfil da personagem vai influenciar, em breve, nas vendas do comércio popular em todo o país.

Pose para as lentes de Ulysses Padilha, que faz sucesso com o projeto Sereias
Modelo posa para as lentes de Ulysses Padilha,  que faz sucesso com o projeto Sereias: ensaio custa entre R$ 500 e R$ 900

Mirella, que fará participações especiais na novela, tem status de ser a primeira sereia profissional brasileira. Mas afirma ter adotado o que chama de filosofia de vida desde criança. Formada em Gestão Ambiental, com especialização em biologia marinha, a sereia urbana, que também é mergulhadora, começou a chamar a atenção e a ganhar fãs, a partir de 2007, ao postar vídeos no youtube, nos quais nadava com cauda. Alguns atingiram mais de três milhões de visualizações. Foi um pulo para ser convidada a participar de programas de TV. Por causa de uma reportagem, inclusive, ela acabou visitando, caracterizada de sereia, o aquário de São Paulo. Fez tanto sucesso que acabou fechando uma temporada de exibições para o público.

Desde então, não parou mais. Deu nome a um batom de uma linha inspirada em sereias, se apresenta em eventos, ministra cursos e workshops para quem quer saber mais sobre sereismo, além de ser coach de Isis Valverde. Atualmente, Mirella tem um site de e-commerce, no qual vende biquínis (R$ 89) e calças (R$ 119), com inspiração nas sereias, claro. Ah, sim, ali, as clientes também encontram caudas (para adultos e crianças), por R$ 390. Segundo a empresária, são vendidas, mensalmente, entre 50 e 80 delas, além de uma média de 30 biquínis e 20 calças. Agora, com o modismo do sereismo, Mirella enfrenta a concorrência de outros sites de venda que surgiram no mercado.

– Atualmente, com as sereias tão em alta, há muitas meninas que têm caudas, tiram fotos e até nadam para o público, mas ainda não vivem totalmente disso. A única que vive profissionalmente do sereismo no Brasil sou eu. Mas, na verdade, meu encantamento por sereias vem desde criança. Sempre gostei de nadar como elas e me sentia uma. Então, quando surgiu essa tendência no exterior, eu já fazia parte dela. E não gosto do termo modismo. Para mim, trata-se de uma filosofia de vida. E para minha felicidade, trabalho com o que mais gosto de fazer _ afirma Mirella.

Embora a maioria das meninas que praticam o sereismo não faça isso profissionalmente, há muito empreendedorismo em torno do tema, como a venda de inúmeros produtos, desde caudas, coroas, conchas, biquínis a outros itens que remetem ao mar

Camila Gomes
Blogueira

Quem habita o mundo das sereias, certamente, já ouviu falar do blog “Sereismo“, criado, em 2013, pelas amigas Camila Gomes e Bruna Tavares, ambas de São Paulo. As meninas publicam posts sobre moda, tendências, curiosidades, notícias, dicas de beleza e até resenhas de livros. De olho na audiência do blog, marcas de cosméticos, de roupas, entre outras, procuram a dupla para fazer parcerias comerciais, como o Boticário, que criou uma linha de produtos sobre o tema _ cujas fotos foram publicadas no espaço dedicado às novidades. Bruna, aliás, já lançou coleções de maquiagem. E, em breve, serão pincéis de maquiagem. Tanta fama tem explicação: a moça, jornalista, é a criadora do termo “sereismo”.  Profissionalmente, as duas amigas não têm do que reclamar.

– O boom do sereismo começou em 2014/2015, quando as grifes passaram a criar coleções e as pessoas a se interessar pelo tema, mas o blog surgiu antes a acabou dando nome a esse estilo de vida. Embora a maioria das meninas que praticam o sereismo não faça isso profissionalmente, há muito empreendedorismo em torno do tema, como a venda de inúmeros produtos, desde caudas, coroas, conchas, biquínis a outros itens que remetem ao mar. Nos últimos três anos, grandes marcas já se inspiraram nas sereias, como Versace, Gucci, Louboutin, Sephora e as nacionais Farm, Schutz, Santa Lolla, Boticário, Riachuelo e Renner. Nunca pensamos que um dia as sereias estariam tão em alta _ diz Camila.

“Nos ensaios, além de caprichar na maquiagem, também usamos guirlandas de flores, cordões e brincos de pérolas e biquínis que imitam conchas. Até o segundo semestre, vou ter mais caudas, inclusive para bebês”

Ulysses Padilha
Fotógrafo

Quem também apontou o foco, em meados de 2015, para esse universo mitológico foi o fotógrafo carioca Ulysses Padilha, ao criar o Projeto Sereias, que anda fazendo o maior sucesso. Ele oferece ensaios fotográficos (de R$500 a R$900) à beira mar, onde suas clientes posam caracterizadas de sereias, com direito a cauda e outros adereços. São oferecidos, à parte, serviços de maquiagem e cabeleireiro (R$ 200). As fotos podem ser individuais ou em dupla. São mães e filhas ou amigas que querem viver a fantasia juntas. Ulysses faz em média quatro ensaios ao mês. A faixa etária da clientela vai de 12 a 40 anos. Ele conta ter descoberto o sereismo graças à namorada:

– Ela me falava sobre essa tendência. Então, comecei a prestar mais atenção no assunto. Sou fotógrafo, surfista, amante do mar e de tudo que envolve praia e vida marinha. Pesquisando referências fotográficas na internet, vi um ensaio nos EUA com o tema sereias, a produção era incrível, mas as fotos nem tanto… Aí, eu pensei que se tivesse uma cauda, eu conseguiria fazer fotos melhores nas nossas praias. Assim, vi nisso uma oportunidade de unir o meu amor pelo mar com fotografia – explica o profissional.

Pelo jeito, Ulysses está surfando uma onda perfeita e vai incrementar os ensaios fotográficos em breve.

– Tenho três caudas, duas de adulto e uma de criança. Nos ensaios, além de caprichar na maquiagem, também usamos guirlandas de flores, cordões e brincos de pérolas e biquínis que imitam conchas.  Até o segundo semestre, vou ter mais caudas, inclusive para bebês – anuncia ele.

Sereias, tritões (sim, há homens adeptos ao sereismo) e afins remetem a momentos alegres. Nos Estados unidos, por exemplo, o sereismo virou tema de um divertido desfile – a Mairmaid Parade –  que reúne, anualmente, sereias e simpatizantes, em Coney Island, em New York. A tradição começou em 1983 e ocorre sempre em junho. O evento movimenta o turismo local. O comércio, claro, lucra com a parada. O modismo contagiou até estrelas do showbiss, como Lady Gaga e Britney Spear, que já posaram caracterizadas. No Brasil, uma imagem do ator Caco Ciocler, vestido com cauda dentro de uma piscina, viralizou recentemente na internet. No Carnaval, o sereismo não vai faltar. Nas semanas, pré-folia já saiu o bloco Sereias da Guanabara no Rio de Janeiro. Agora é ver quem mais vai aderir à fantasia.

Escrito por Laura Antunes

Laura Antunes

Depois de duas décadas dedicadas à cobertura da vida cotidiana do Rio de Janeiro, a jornalista Laura Antunes não esconde sua preferência pelos temas de comportamento e mobilidade urbana. Ela circula pela cidade sempre com o olhar atento em busca de curiosidades, novas tendências e personagens interessantes. Laura é formada pela UFRJ.

32 posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *